ENVIAMOS PARA TODO BRASIL

Os princípios para começar a pintar


Pintura é o exercício da construção de uma representação colorida, seja monocromática ou policromática, sobre uma superfície.

Toda obra de arte, no caso, a pintura, demanda projeto prévio e formulação inicial, podendo este ser um desenho, um esboço ou mesmo uma ideia apenas. Alguns realizam desenhos elaborados, outros fazem esboços rápidos e outros pintam a la primma, que é como se denomina o tipo de obra sem elaboração preliminar. Como exemplos de estratégias dessas preparações, notamos que, na abordagem de uma paisagem campestre vista à distância, quase sempre basta um estudo levemente esboçado, com a indicação dos espaços, volumes e acidentes. Já na preparação de um retrato de família, cada detalhe é essencial. A observação do grupo deverá ser criteriosa, com indicações de lugares, apreciação de detalhes fisionômicos, sugestões de áreas sombreadas e iluminadas, percepções de aspectos psicológicos, etc.

Os assuntos de que vamos tratar referem-se a noções compositivas, enfocadas a partir do tratamento de elementos formais relevantes à criação de uma pintura.

Enquadramento:

O primeiro assunto se refere ao enquadramento, que é o ajuste perceptivo do que está sendo visto ou pensado pelo artista. Enquadramento é uma forma seletiva de olhar, pois, todo olhar é um olhar pessoal e que enquadra diferentemente aquilo em que se está pensando ou que está à frente.

Para compor uma pintura é necessário escolher o quanto o tema central precisa estar mais perto ou longe do observador. Por exemplo, se a escolha for uma vista urbana que exalte as qualidades de uma cidade, a visão panorâmica é ideal. É ela que vai enfatizar o tamanho, a área de céu que envolve a cadeia de edifícios e casas e os altos e baixos das árvores. Mas, se a pintura tiver como tema uma praça da cidade, deve-se optar pelo olhar mais próximo, detalhando os brinquedos, jardins e pessoas.

Proximidade e Distância

O passo seguinte é lidar com as noções de proximidade e distância, essenciais à dinâmica da perspectiva, sendo esta última a maneira pela qual nos aproximamos da superfície ao fundo através de planos compositivos.

Contraste:

Em seguida, vamos estudar o contraste e sua importância através da presença da luz e da sombra, bem como do antagonismo das verticais e horizontais. Os contrastes existem na própria vida, é só olhar em torno: curvo e reto, alto e baixo, liso e hachurado, claro e escuro. Em termos de pintura, esses contrastes são essenciais para dinamizar a composição, sendo possível explorá-los de forma a tornar uma composição mais vibrante.

Perceba a importância dos contrastes a partir das formas: verticais e horizontais, grossas e finas, duras e sinuosas. O contraste mais utilizado, porém, para enfatizar uma pintura é o que se refere aos valores tonais, ou seja, ao uso de claro e escuro, que é o que contrasta zonas claras e escuras.

Essa é a forma de ajustar à vista e selecionar o melhor ângulo a ser trabalhado. O visor ajuda a potencializar a visão, realçando o melhor ângulo e eliminando o que é supérfluo, isto é, os elementos desnecessários. É uma maneira de simplificar a composição tornando-a vibrante e interessante.

As características da cor:

Neste espaço, vamos entender como a cor se comporta e se define através de vários elementos que entram na sua constituição e na interação dentro de uma composição. A cor pertence a uma escala cromática, na qual se alinha dentro de uma sequência. A cor é um elemento característico que não pode faltar na pintura. Ela é constituída por 3 elementos principais: matiz, tom e intensidade.

O matiz é aquilo que a caracteriza e a diferencia, é a qualidade pela qual é conhecida. Por exemplo, quando falamos de uma cor vermelha, o que caracteriza essa cor é o seu matiz vermelho. O tom de uma cor é definido pela entrada maior ou menor de luz. Assim, um tom claro é aquele com maior quantidade de luz, enquanto o escuro é o que recebe pouca luz. A terceira característica ou elemento é a intensidade: chamamos de intensa uma cor com mais quantidade de matiz e de opaca uma cor com menos quantidade de matiz.

A escala cromática é conjunto de cores que se ordenam através de um esquema de coloração sucessiva e que funciona como uma espécie de gradação tonal que vai do claro ao escuro ou, inversamente, do escuro ao claro.

Para ver mais detalhes e estudar mais as cores veja nossos outros tópicos já comentados aqui no site.


Mais tópicos sobre a cor:

Vincent Van Gogh, um clássico da arte moderna
Vincent Van Gogh, um clássico da arte moderna

A rigor, a obra de Vincent van Gogh não pertence a nenhuma corrente artística específica. Na falta de uma classificação mais precisa, costuma-se incluí-la no rótulo genérico do pós-impressionismo, termo criado posteriormente para definir um grupo de artistas, de diferentes estilos e tendências, surgidos no final do século 19.

Arte: Fundamentos da Pintura
Arte: Fundamentos da Pintura

Como começar a pintar? Para começarmos a pintar é importante termos noções básicas de como se forma uma pintura, enquadramento, técnicas utilizadas, estuda da cor, profundidade, entre outros...

A Cor por Kandinsky
A Cor por Kandinsky

As reflexões de Kandinsky sobre a cor, artista que se dedicou ao estudo da cor, de traços e linhas em seu trabalho. Tópicos retirados do livro: - Do Espiritual na Arte de Reflexão sobre a cor (primeiro meio da pintura)- cor é vibração da LUZ, como o som é vibração do espaço. Segundo meio: Forma

Tabelas para mistura de cores
Tabelas para mistura de cores

Tabelas para mistura de cores. Se sua tinta preferida acabou no meio do trabalho, acalme-se, tente alcançar uma tonalidade semelhante utilizando as misturas que sugerimos abaixo. Com a utilização dessa tabela é possível obter muitas cores e tons com as cores básicas.

Harmonia das Cores
Harmonia das Cores

Neste capítulo você aprenderá de maneira interativa mais algumas definições sobre as cores, e também verá como a cor pode ser usada para criar ilusões e alterar visualmente as dimensões dos ambientes. Intensidade, Tom, Valor, Sombra, Matiz... Cores primárias, secundárias, complementares, análogas, neutras...

Teoria da Cor: O universo da cor
Teoria da Cor: O universo da cor

A cor pode transformar, animar e modificar um ambiente. Todos nós reagimos à cor, e atualmente, é possível levá-la a todas as áreas da vida pelo uso de materias, tecidos e tintas. O uso de uma ou várias cores no ambiente pode alterar a comunicação, as atitudes e a aparência das pessoas presentes; a cor pode acalmar, reduzir o estresse e a violência ou aumentar a vitalidade e a energia.

História das Cores
História das Cores

Uma breve passagem pela História das Cores: Desde que os primeiros homens começaram a usar as cores como forma de magia para atrair, através de seus poderes, a tão preciosa caça, as cores passaram a ter um papel cada vez mais fundamental e simbólico em todas as culturas do mundo.

Arte: Como Começar a Desenhar - Noções Básicas
Arte: Como Começar a Desenhar - Noções Básicas

Dicas simples de como começar a desenhar do zero, sem nenhum conhecimento prévio. Exercícios para iniciantes. Noções básicas para entender os fundamentos do desenho e começar um novo olhar.

Artesanato: Tipos de Palha e suas Características
Artesanato: Tipos de Palha e suas Características

Aqui você vai encontrar os principais tipos de palha utilizados na confecção de bolsas e acessórios. Sua origem, tipo de vegetação e onde é encontrada. Além de outras características que são únicas em cada palha encontrada no Brasil.

Moda: Sustentável, Eco Fashion e Eco Friendly
Moda: Sustentável, Eco Fashion e Eco Friendly

O que é isso? Por que usar produtos sustentáveis. Compromisso social e ambiental. Moda Praia Sustentável, peças feitas sem desperdício, sem danos à natureza. Consumo consciente, peças que não saem de moda.

Moda: Tipos e Modelos de Bolsas
Moda: Tipos e Modelos de Bolsas

Veja algumas nomenclaturas, tipos e estilos de bolsas Aqui uma descrição de quais modelos de bolsas e como são classificadas. E também qual o melhor estilo de bolsa para cada ocasião.

Arte: Significado e Psicologia das Cores
Arte: Significado e Psicologia das Cores

Está em dúvida de qual cor escolher? aqui um apanhado sobre psicologia das cores, como elas influenciam no visual e nos sentimentos que despertam.

Moda: A versatilidade dos lenços, onde e como usar?
Moda: A versatilidade dos lenços, onde e como usar?

Você já deve ter percebido que os lenços viraram uma febre na moda. Ele está aparecendo no cabelo, no pescoço, no pulso, na cintura, na alça da bolsa. São varias formas de aproveitar essa tendência e dar um toque especial ao visual.

Moda: Como escolher a bolsa de praia?
Moda: Como escolher a bolsa de praia?

Dicas de como escolher a bolsa de praia mais adequada para o que você precisa. Decidir sobre o tamanho e modelo pode não ser uma tarefa fácil, mas nós te ajudamos.

Powered by E-Com Plus